sexta-feira, 10 de agosto de 2007

tempo (opportune tempore... in fine)



com o tempo
chegou o fim previsível
almejado

ficaram lágrimas e alegrias
arrependimentos talvez
e tudo o que restou
cabe agora na palma da mão
esvai-se entre os dedos
como minúsculos grãos de areia
que o vento abraça
e nos rouba

tudo o que restou
 um espaço descerrado
no coração da vida




alexandra, 03-01-2003



4 comentários:

Helena de Tróia disse...

O fim de uma história seja ela qual for é sempre triste, mas deixa a porta aberta para outras mais fantásticas, mais sublimes, e recordando aquela frase feita "Não chores porque acabou, sorri porque aconteceu"!

Beijos ternos

Helena T.

Sman disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
VALDO BENTES disse...

"O TEMPO É O SENHOR DE TODAS AS RAZÕES" COMO MUITOS DIZEM, POIS SÓ ELE PRA CURAR TODAS AS FERIDAS E CICATRIZES DE NOSSAS DECEPÇÕES AMOROSAS, E SÓ ELE É CAPAZ DE NOS FAZER ABRIR AS PORTAS QUE MUITAS VEZES PENSAMOS ESTAR TRANCADAS PARA SEMPRE.E NADA MELHOR DO QUE VERMOS NOSSAS VIDAS EM RECOMEÇO RUMO À FELICIDADE NOVAMENTE.
BJS FRATERNOS,
VALDO BENTES.
QUINTA-FEIRA,22 DE JANEIRO DE 2009.

* disse...

Quanta verdade nas suas palavras, Valdo!
Obrigada e volte sempre.

Alexandra