terça-feira, 7 de março de 2017





lembrei-me de ti
quando a palidez da manhã
se tingiu com perfume de café
e o dia acordou

revivi o teu beijo doce

refloresci lá
onde tudo eras tu
na história tão nossa
de onde nunca partiste



alexandra, fevereir0, 2017






3 comentários:

Just Fantasy Bijuteria disse...

Gostei do poema :)

A.S. disse...

Doce amanhecer!...
Um beijo...
AL

Jaime Portela disse...

Já tinha lido há meses este teu poema e, quando aqui cheguei agora, pensei que o tinha comentado na altura...
Falha minha, por certo. Devo ter ficado a ler e a reler, e ter ficado tão encantado que até me esqueci de te deixar duas palavras. No fundo, bastaria uma: EXCELENTE.
Escreve e publica mais vezes. É um pedido sincero de quem adora o que escreves....
Boa semana, amiga Alexandra.
Beijo.